Primeira vez aqui? Seja bem vindo e cheque o FAQ!
x

Hostilizar políticos contribui para a democracia? É aceitável?

+1 voto
88 visitas
perguntada Set 3, 2015 em Economia por danielcajueiro (5,641 pontos)  

Guido Mantega, foi hostilizado em um restaurante em um bairro de classe média alta de São Paulo. O ex-ministro do PT, Alexandre Padilha, da Saúde entre 2011 e 2014, também foi hostilizado em um restaurante de São Paulo. Em 2014, durante a abertura da Copa do Mundo, a presidente Dilma Rousseff foi também hostilizada.

Existe discussão em termos de teoria econômica sobre o assunto? Existe um limiar em que a de falta de habilidade de gestão ou corrupção que justifica esse tipo de atitude? Quais as perdas e ganhos para a democracia?

Compartilhe

1 Resposta

+3 votos
respondida Set 17, 2015 por Stuart Mill (1,084 pontos)  
selecionada Set 25, 2015 por danielcajueiro
 
Melhor resposta

Hostilizar políticos é tão ruim quanto hostilizar qualquer outro cidadão. No entanto, as pessoas devem ter o poder de se manisfestar até onde a lei permitir, e isso é o que a democracia pressupõe. Essas manifestação e hostilizações podem ser explicadas pelo descontentamento profundo de certas parcelas da população com o governo, que de outra forma não despenderia tamanha energia para expressá-lo, mas se são justificadas ou não, é uma questão jurídica. Se a lei permite, são atitudes justificadas; senão, não.

De fato, as maiores perdas não são da democracia, uma vez que manifestações dentro dos limites da lei são sua expressão, mas há, sim, perdas para a governabilidade e para a confiança geral, que pode trazer custos para o desenvolvimento. Tomar decisões com dificuldade de coesão entre os agentes políticos em geral contribui para um cenário conturbado e pouco eficiente em termos de aplicação de políticas públicas.

...