Primeira vez aqui? Seja bem vindo e cheque o FAQ!
x

Qual a melhor forma de aprender a fazer valuation?

+2 votos
492 visitas
perguntada Set 16, 2015 em Finanças por Lincoln Guabajara (31 pontos)  

De início, gostaria de saber a técnica mais adequada de fazer avaliação de projetos e empresas (valuation) no geral. E depois aplicações para start ups e empresas inovadoras.

Compartilhe

1 Resposta

+1 voto
respondida Set 17, 2015 por danielcajueiro (5,776 pontos)  

Vou tentar responder sua pergunta de uma forma bem aplicada...

O Santo Graal de Avaliação de Projetos (ou empresas) é a técnica de conhecida como valor presente líquido. A idéia é trazer para hoje benefícios ou perdas futuras do projeto de interesse.

Avaliação está longe de ser um problema trivial. Por exemplo, uma dificuldade já explorada no link acima é como calcular a taxa de desconto e a outra é como prever fluxos de caixa que ainda não ocorreram.

Taxas de desconto: O padrão de referência é o CAPM. Entretanto, além de dificuldades empíricas poderem ocorrer, taxas de desconto de empresas com dívidas é diferente de taxas de desconto de empresas sem dívidas e isso precisa ser considerado. Até certo nível de endividamento, em geral, empresas endividadas tem menor taxa de desconto que empresas não endividadas.

Fluxos de caixa futuros: Como prever esses fluxos de caixa? Realmente, no momento, em que você esteja iniciando o seu projeto, você precisa fazer seu dever de casa. Você especialmente precisa ter uma idéia da demanda pelo seu produto e da estrutura de custos e investimentos necessários para ele. Tendo isso, você terá uma noção da série de fluxos de caixa de seu projeto.

Uma outra opção é buscar por uma Empresa ou Projeto Comparável ou (melhor) várias empresas comparáveis e encontrar o valor do seu projeto de interesse comparando as características do seu projeto com as características dessa empresa. A melhor forma de fazer isso provavelmente é utilizando modelos de regressão múltipla, onde a variável dependente é o valor da empresa e as variáveis independentes são os determinantes que influenciam esse valor. Depois que a regressão for estimada, você pode utilizar essa regressão para estimar o valor de sua empresa. Você precisa tomar bastante cuidado com essa regressão pois problemas de endogeneidade podem aparecer na sua regressão.

Um outro ponto que você ainda pode considerar é como inserir flexibilidade na concepção do seu projeto. Por exemplo, se a economia estiver ruim, você pode deixar em aberta a possibilidade de reduzir o tamanho do seu projeto e incluir essa questão na sua avaliação ainda hoje. Para isso, você precisará da técnica conhecida como opções reais.

Se sua empresa for inovadora em teoria (pelo menos) você terá maior dificuldade de estimar as variáveis acima e talvez a técnica de encontrar padrões comparáveis não se aplique. Provavelmente, quanto mais flexíveis (utilizando opções reais) forem consideradas suas decisões na avaliação, mais próximo você estará de uma zona de conforto.

Eu sugiro algumas referências que podem te ajudar a trabalhar com essas idéias discutidas acima:

1) Para as idéias básicas na área de finanças, se você ainda não tem conhecimento da área, eu sugiro que você dê uma olhada nessa resposta.

2) Na área específica de avaliação, eu sugiro esses quatro livros (é provável que eles existam em português também em caso de você preferir):

Investment Valuation: Tools and Techniques for Determining the Value of any Asset - Aswath Damodaran

Damodaran on Valuation: Security Analysis for Investment and Corporate Finance - Aswath Damodaran

Valuation: Measuring and Managing the Value of Companies - McKinsey & Company Inc. e Tom Copeland

Real Options: A Practitioner's Guide - Tom Copeland and Vladimir Antikarov

comentou Set 18, 2015 por Lincoln Guabajara (31 pontos)  
obrigado, prof. Cajueiro. abs
...