Primeira vez aqui? Seja bem vindo e cheque o FAQ!
x

Qual os melhores músicos/bandas do jazz?

+2 votos
448 visitas
perguntada Fev 3, 2020 em Artes por Stuart Mill (1,384 pontos)  
Compartilhe

4 Respostas

+2 votos
respondida Fev 6, 2020 por danielcajueiro (5,441 pontos)  

Essa é uma pergunta super difícil, pois sempre alguém vai ser esquecido. Primeiro vou focar nos clássicos:

Louis Amstrong (trompete), Ella Fitzgerald (voz), Charlie Park (Saxofone), Dizzy Gillespie (trompete), Miles Davis (Trompete), Benny Goodman (clarinetista), Bill Evans (piano).

Algumas sugestões:

Benny Goodman: Sing, Sing, Sing, Stomping the Savoy, Chicago (talvez seja essa a mais popular).

Louis Amstrong: What a wonderful world, Dream a little dream of me, Cheek to cheek

Ella Fitzgerald: Someone to watch over me (uma das minhas favoritas), Dream a little dream of me, summertime

Vale super a pena ouvir Gershwin. Tem várias composições do Gershwin que são interpretadas pelos músicos do Jazz. Talvez as mais populares estão cidadas acima: Someone to watch over me e Summertime.

Gypsy Jazz: Stephane Grappelli (violino)

Algo mais moderno:

1-Bossa nova

Tom jobim tem músicas em todas as coletâneas importantes de jazz. Insensatez aparece em muitos livros de guitarra para jazz com arranjos fantásticos. Vale a pena ouvir também as parcerias com o saxofonista Stan Getz e Franklin Sinatra.

2-Smooth Jazz

Sei que ela não arranja como esses clássicos, mas sou fã incondicional da Sade (Sade Adu) que canta um smooth jazz maravilhoso: Smooth operator, Jezebel, Your love is king.

Gosto mais da Sade, mas Alicia Keys tem umas coisas bem legais. Por exemplo, If aint got you.

Ainda tem Diana Krall, Norah Jones, Michael Buble....

3-Guitarra: Em minha opinião, Lucas Brar é um dos maiores guitarristas de Jazz da atualidade.

+2 votos
respondida Fev 8, 2020 por Stuart Mill (1,384 pontos)  

- Clássicos:
- Thelonious Monk: Talvez seja o meu favorito, um grande pianista de poucas notas que compôs muitas das músicas que compõem os "jazz standard" de hoje em dia. Foi um cara muito à frente de seu tempo, tanto é que só foi reconhecido mais tarde na carreira, provavelmente está entre os maiores pianistas do jazz da história. Recomendo "Locomotive".
- John Coltrane: Um dos grandes mestres do sax, está entre os mais influentes de todos os tempos também. Ele tocou com o Thelonious Monk e com o Miles Davis (inclusive tem álbuns deles tocando juntos). Eu recomendo "Giant Steps" dele, que inclusive tem uma história engraçada, porque o pianista Tommy Flanagan não conseguiu acompanhar pela estrutura da música. Tem um vídeo/documentário interessante sobre a história dessa música e sua estrutura.
- Fusion/Alternativo:
- Moondog: Moondog era um músico cego que se vestia de viking e andava pelas ruas de Nova York, inventava instrumentos e misturava jazz com música clássica e música nativo-americana. Não ficou muito conhecido, mas a música dele é muito boa. Recomendo "Bird's Lament".
- Jaco Pastorius: Basicamente foi o responsável por introduzir o baixo elétrico no jazz, numa época em que os puristas de jazz ainda viam isso com maus olhos e ajudou muito o aumentar o alcance do jazz através do jazz fusion na época, tanto como artista solo como na sua banda Weather Report (em que inclusive tocou o brasileiro Airto Moreira). Provavelmente é o melhor baixista que eu conheço. Tem um documentário bom sobre ele dirigido pelo Trujillo (baixista do Metallica) e que conta com participações do Geddy Lee (do Rush) e do Flea ( do RHCP). Recomendo "Teen Town".
- Atualidade:
- Hiromi: A Hiromi está mais no espectro do fusion também, foi pupila do grande Chick Corea; muito habilidosa e eclética, consegue juntar e misturar estilos nas suas composições. Recomendo "Voice".
- Joey Alexander: O primeiro prodígio da história do jazz. O pianista indonésio com 9/10 anos já mostrava domínio das músicas do "standard". Tanto suas interpretações das músicas clássicas do jazz quanto suas composições originais são sensacionais. Recomendo sua versão de "Giant Steps".

+2 votos
respondida Fev 14 por Lucas Santos e Silva (51 pontos)  

Como mencionaram acima, difícil responder essa pergunta sem cometer alguma injustiça.

Mas pra não ficar em cima do muro, tomando "melhor" como maior, mais importante ou algo do tipo, e restringindo a resposta em apenas um nome, ficaria com o Miles Davis (seguido bem de perto pelo Coltrane).

Acho difícil encontrar alguém que tenha sido tão influente, representativo e impactante para o estilo como um todo (e durante tanto tempo).

Obs. Se pegarmos ali desde o final da década de 50, com o bebop, até meados da década de 70, com o fusion, avant-garde e afins, ele esteve envolvido (e foi relevante) em praticamente todas as direções pela qual o jazz passou no período, sempre lançando alguns dos discos seminais dentro de cada uma destas novas direções (e estando inclusive entre os precursores de muitas delas). Isso sem mencionar a quantidade de gente fenomenal que ele meio que "lançou" com cada uma de suas formações (onde talvez o melhor exemplo seja o "segundo grande quinteto").

Tentando abranger um pouco de cada época e diferentes direções acima mencionadas, recomendaria principalmente os seguintes discos:

  • 'Round About Midnight (1957)
  • Ascenseur pour l'échafaud (1958)
  • Kind Of Blue (1959)
  • Sketches of Spain (1960)
  • Miles Smiles (1967)
  • Nefertiti (1968)
  • In a Silent Way (1969)
  • Bitches Brew (1970)
  • A Tribute to Jack Johnson (1971)
  • Live-Evil (1971)

Mas pra diminuir um pouco a injustiça da minha resposta, destacaria ainda principalmente os seguintes músicos (dos quais recomendo também alguns discos de minha preferência):

  • John Coltrane: Blue Train (1958), Giant Steps (1960), My Favorite Things (1961), Coltrane (1962) e A Love Supreme (1965)

  • Thelonious Monk: Brilliant Corners (1957), Monk's Music (1957) e Thelonious Monk Quartet With John Coltrane: Live At Carnegie Hall

  • Herbie Hancock: Empyrean Isles (1964), Maiden Voyage (1966), The Prisoner (1970) e Sextant (1973).

  • Charles Mingus: Mingus Ah Um (1959), Blues & Roots (1960) e The Black Saint and the Sinner Lady (1963)

Por fim, algumas menções honrosas:

  • Wayne Shorter: Speak No Evil (1966) e Night Dreamer (1964)

  • McCoy Tyner: The Real McCoy (1967)

  • Dave Brubeck: Time Out (1959) e Time Further Out (1961)

  • Art Blakey and The Jazz Messengers - Moanin' (1959)

+2 votos
respondida Fev 14 por Lucas Santos e Silva (51 pontos)  

Uma outra recomendação bem legal ainda dentro deste tópico é o livro "The Penguin Guide To Jazz Recordings".

Ele inclui o review/avaliação de mais de 14.000 discos do estilo, breves biografias e ainda algumas listas interessantes (Core Collection e Crown Albums List).

Tenho aqui em casa essa edição da foto abaixo (que se não me falha a memória achei perdido em uma livraria em Campinas/SP) e recomendo bastante!

A imagem será apresentada aqui.

...