Primeira vez aqui? Seja bem vindo e cheque o FAQ!
x

O governo deve gastar com o serviço da dívida ou com benefícios da aposentadoria?

+1 voto
26 visitas
perguntada Jun 26, 2015 em Economia por joanilio (6 pontos)  

No Brasil em 2015 levando em consideração as propostas do Ministro da Fazenda Levy.

Compartilhe
comentou Jun 27, 2015 por danielcajueiro (5,081 pontos)  
Não sou especialista nesse tema e não me sinto confortável em opinar ou considerar a comparação feita... Apenas um comentário! Acho que o Brasil simplesmente não tem opção. O Brasil precisa retomar a credibilidade perdida nos governos do Presidente Lula (principalmente) no período 2010 a 2012 e da presidente Dilma no período 2010 a 2014. Nesse momento (meados de 2015) o Brasil sofre o perigo de perder o grau de risco e se isso ocorrer novamente muitos fundos internacionais (para seguir a legislação) precisarão deixar de investir no Brasil. Logo, a receita básica é aumentar a credibilidade e aumentar a taxa de juros (que aumentará mais ainda o serviço da dívida) para incentivar os fundos ainda manterem investimentos no Brasil. Note que ainda o cenário nesse momento é desastroso. Associado a falta de credibilidade na política econômica ainda existe o risco político (impeachment), as maiores empresas Brasileiras (com alguns presidentes delas presos) sendo investigadas por denúncias de corrupção.
comentou Jun 29, 2015 por Diniz Braga (1 ponto)  

Em uma carteira de investimentos de um investidor qualificado (investimentos a partir de 1 milhão), é essencial a composição de títulos do governo para proteção e diversificação de carteira. Porém, é muito importante saber quais títulos escolher, pois as alteração na taxa de juros impactarão consideravelmente determinados títulos (NTNB-atraledas à inflação e LFT atreladas á taxa selic).
Para investidores não qualificados, no atual cenário econômico com altas taxas de juros, não vejo ser atrativo os títulos do tesouro, pois o investidor consegue diversificar seu capital investindo seu patrimônio, através de corretoras de valores, em diversas instituições financeiras as quais oferecem taxas bem mais atrativas que o tesouro, visto que, temos de ter o cuidado de o valor investido juntamente com os juros acroados no montante final não ultrapasse o valor de 250 mil reais por cpf, pois o FGC (fundo garantidor de crédito), cobrirá até esse valor por cpf e por instituição em caso de falência da instituição financeira. Então, o investidor consegue diversificar entre: CDB, LCA e LCI com a mesma segurança do tesouro e com uma rentabilidade maior.
Para investimentos na aposentadoria, temos que considerar os planos PGBL(plano gerador de beneficio livre), para quem faz a declaração completa de IR, pois é possível deduzir até 12% do IR nesse plano, ou seja, o valor que iria para a receita federal, o investidor conseguirá abater no PGBL e pagar IR na somente na retirada do capital. A grande sacada desse investimento é ter rentabilidade sobre um valor o qual seria destinado à receita federal. Para quem não deduz IR, não é aconselhável o PGBL, pois quando fores retirar o valor poupado terá de pagar IR sobre o valor total. Nesse caso, seria aconselhável um VGBL(vida gerador de beneficio livre), pois quando fores fazer a retirada do capital poupado, pagará IR somente sobre o lucro.
Enfim, é de fundamental importância entender os cilos econômico, ou ter um especialista que entenda, para fazer a melhor alocação. O principal norteador em um mercado financeiro é a taxa selic, qualquer sinalização de o governo na alteração da taxa impactará seu investimento positivamente ou negativamente, dependendo como estiver alocado, pre-fixado ou pós fixado.Temos de ter em mente o tempo que podemos ficar alocado em determinado investimento, pois quanto mais tempo imobilizarmos o capital, mais taxas altas conseguiremos.

comentou Set 4, 2015 por danielcajueiro (5,081 pontos)  
Minha impressão é que sua resposta é para alguém que pergunte algo sobre carteiras de investimentos. A pergunta parece ser uma crítica a política econômica do governo.

Entre ou cadastre-se para responder esta pergunta.

...