Primeira vez aqui? Seja bem vindo e cheque o FAQ!
x

Como escolher eficientemente os presentes que você dará no Natal?

0 votos
124 visitas
perguntada Dez 16, 2015 em Economia por danielcajueiro (5,171 pontos)  

presente de natal www.prorum.com

Compartilhe

1 Resposta

0 votos
respondida Dez 16, 2015 por danielcajueiro (5,171 pontos)  

Você está sugerindo que eu não compro bons presentes de natal?

O que você acha de entrarmos numa discussão interessante sobre a compra de presentes no natal?

Você mesmo pode ganhar um pouco de experiência sobre o assunto pensando em duas questões super-relevantes?

christmas gift

Qual o valor dos presentes que você ganhou no último natal?

Que tal você fazer uma pequena tabela com 4 colunas? Na primeira coluna você coloca quem te deu o presente, na segunda coluna o presente que você recebeu, na terceira coluna o valor desse presente no mercado e na quarta coluna o quanto você pagaria por esse produto se você fossrafael morae comprar. Se você nunca compraria esse produto, o preço nessa última tabela seria zero. Será que o Colin Firth pagaria algo por esse casaco que ele ganhou no natal no filme O Diário de Bridget Jones?

Se em vários casos, a diferença entre a terceira coluna e a quarta coluna é sempre positiva, isso significa que você pagaria menos pelo valor de um produto do que a pessoa querida que te presenteou. Não fique surpreso, esse fenômeno é muito comum.

Pense agora um pouco sobre a seguinte questão:

Dentre aquelas pessoas que você presenteou no último Natal, quais delas você realmente conhecia o suficiente para comprar um presente?

Seus pais, sua esposa, seu marido, seus filhos? Vários parentes distantes? Aquele amigo que tem tudo? O amigo secreto do trabalho? Também não fique surpreso que se um desses presenteados fizer uma tabela como a sua acima, ele terá a terceira coluna com valores maiores que a quarta coluna.

Experimentos tem sugerido que, se cada um comprasse seus próprios presentes, apenas 70% do valor gasto com presentes seria pago pelos mesmos presentes ou muitos deles não seriam comprados. A perda de 30% é o que os economistas chamam de peso morto.

Logo, apesar das boas intenções natalinas, as pessoas gastam muito dinheiro que não gera nenhum bem-estar social. Pior que isso, muitas pessoas se endividam por causa das compras nesse período.

Quem são as pessoas mais fáceis de dar presentes?

Natal prorum

Obviamente, é mais fácil dar presentes a crianças e adolescentes, que escreveram uma carta para o "Papai Noel". Também, é mais fácil identificar bons presentes para pessoas que vivem com você, embora em muitas residências os presentes são comprados conjuntamente.

Para essas pessoas que temos dificuldade de saber exatamente o que elas precisam, não poderíamos dar simplesmente dinheiro para elas comprarem o que elas desejarem?

A imagem será apresentada aqui.

Note que qualquer presente (sem considerar algum valor sentimental associado ao presente) é igual ou pior que dar dinheiro. Por exemplo, considere que você comprou uma bolsa para a sua namorada que custou R$5000,00. Se você der R$5000,00 a ela e ela gosta realmente da bolsa, ela poderá comprar a mesma bolsa com o dinheiro recebido. Nesse caso, ela ainda tem o ganho associado a entrar numa Chanel, se olhar no espelho da loja e ela mesma fazer a escolha da bolsa desejada. Enquanto muitas mulheres gostam muito de entrar em lojas luxuosas como a Chanel e comprar suas próprias bolsas, muitos homens têm um prazer associado a entrar em concessionárias de carros e fazer test drives para comprar seus próprios motores. Logo, o dinheiro (associado ao valor da compra) além de permitir a compra do presente ainda dá um ganho de bem estar adicional.

De fato, dando dinheiro qualquer pessoa poderia comprar o presente que você escolheria ou qualquer outra coisa que agrade mais.

Infelizmente, dar dinheiro pode parecer estranho. Normalmente, faz sentido dar dinheiro para familiares mais jovens (filhos ou netos). Normas sociais dizem que não devemos dar em geral dinheiro as pessoas de presente. Por exemplo, é MUITO estranho dar dinheiro a um colega de trabalho para ele comprar um presente.

Presentes de natal são um artigo de luxo? Ou são uma necessidade?

Economistas tem um forma simples de responder essa pergunta... Economistas chamam de bens inferiores aqueles bens que quando a renda aumenta, o consumo deles diminui. Um exemplo clássico é "carro de baixa qualidade", que as pessoas deixam de comprar quando a renda delas aumenta. Por outro lado, um bem é normal quando um aumento da renda gera um aumenta do consumo do bem. Bens normais normalmente são divididos em artigos de luxo e necessidades. Um bem é chamado de uma necessidade (bem essencial) quando ele é um bem normal (o consumo aumenta com a renda), mas seu consumo reduz em termos relativos. O oposto ocorre com os bens de luxo cujo consumo aumenta como proporção da renda.

De posse de dados corretos, é um exercício trivial mostrar que Presentes de Natal são Necessidades (bens essenciais). Se presentes de natal são necessidades, eles precisam ser comprados.

Como aumentar a eficiência na compra de presentes de natal?

A imagem será apresentada aqui.

1) Para comprar os presentes de pessoas MUITO próximas, você continuará fazendo o que você já faz.

2) Para pessoas que você não conhece bem, o ideal seria por exemplo você saber pelo menos do tipo de artigo ou loja que a pessoa gosta. Dessa forma, você deveria comprar o presente em uma loja que permite troca facilitada. Existem lojas que dentro de um prazo específico a troca é muito facilitada. Por exemplo, na Livraria Cultura, um presente trocado é equivalente a ter um vale presente em mãos. No momento da troca, você pode simplesmente deixar registrado o valor no sistema que pode ser usado quando houver necessidade.

3) Uma terceira possibilidade é dar vales-presentes. O difícil é fazer a escolha do vale presente. Mas várias lojas permitem a compra de vales presentes e você apenas precisa encontrar uma delas em que o presenteado já faz compras. Curiosamente, não é estranho dar vales-presente como ocorre com dinheiro. Dar vales-presente é uma norma social bem aceita.

4) Amigos secretos (amigos ocultos) devem ser desenhados com faixas de preços. Então, cada participante preenche uma lista específica com possíveis presentes dentro dessa faixa para ajudar a compra. Uma outra opção é cada participante escolher uma instituição de caridade e o presente da brincadeira ser uma doação para essa instituição (por exemplo, orfanato). Uma idéia básica de Teoria Econômica é que quanto mais você tem, menos satisfação uma unidade adicional de consumo traz (considere por exemplo o Bill Gates...). Nesse contexto, doações a orfanatos ou casas de idosos serão muito mais eficientes que aquelas feitas a seu colega de trabalho.

charity prorum.com

Referências

The Economist. Is Santa a deadweight loss? Are all those Christmas gifts just a waste of resources? Dec 20th 2001.

M. Sandel. What money can't buy - the moral limits of markets. Penguin, 2012.

J. Waldfogel. Scroogenomics: Why shouldn't you buy presents for the holidays? Princeton University Press, 2009.

J. Waldfogel. The Deadweight Loss of Christmas”. American Economic Review, v. 83, no 5., 1993.

J. Waldfogel. Does consumer irrationality trump consumer sovereignty? Review of Economics and Statistics 87, p. 691-696, 2005.

...