Primeira vez aqui? Seja bem vindo e cheque o FAQ!
x

Como estruturar um grupo de estudos em computação para estudantes de economia?

+1 voto
948 visitas
perguntada Jul 14, 2016 em Economia por danielcajueiro (5,226 pontos)  

[Pergunta de uma estudante de economia da UnB]
Estou pensando em montar um grupo de estudos de computação com alguns alunos da Economia, uma vez que há muita gente interessada na matéria e há muita dificuldade para pegar matérias de computação como por exemplo ICC (Introdução à Ciência da Computação), pois há muita demanda porém poucas vagas (eu ainda não tentei pegar mas tenho alguns colegas que tentaram pegar a matéria e não conseguiram).
Há várias referências no PRorum e eu comecei a estudar por algumas, mas no que tange um grupo de estudos gostaria de saber se vc já participou ou se conhece algum grupo de estudos e qual a dinâmica por ele empregada.

Compartilhe

1 Resposta

0 votos
respondida Jul 14, 2016 por danielcajueiro (5,226 pontos)  

Como estudei Engenharia Química, eu fiz uma disciplina obrigatória de Processamento de Dados (acho que se chamava assim). Essa disciplina era muito introdutória e em Fortran e naquela época Pascal e C eram consideradas as linguagens mais adequadas para aprender computação.

Eu nunca participei exatamente de um grupo de estudo em Computação, embora tenha tido a felicidade de aprender muito com dois colegas em diferentes fases da vida [Eduardo Prates que é ex-funcionário da Microsoft e é sócio do Faira e Bernardo Mello que é professor do Instituto de Física da UnB e já passou vários sabáticos na IBM trabalhando com modelos computacionais para a E-Coli]. Em ambos os casos o aprendizado tinha um objetivo específico, que era (1) concluir um trabalho de Iniciação Científica; (2) Concluir um paper.

O que é fundamental num grupo de estudos é (1) Ter metas intermediárias bem estabelecidas para vocês terem a sensação de progresso. (2) (1) Ter um objetivo específico para saberem onde desejam chegar.

Do ponto de vista prático, eu sugiro que vocês sigam as seguintes etapas:

1) Escolham uma linguagem para trabalhar. Eu sugiro fortemente que seja Python (embora alguns de vocês possam desejar R). Por que?

Eu sou estudante de economia. Em qual linguagem eu devo focar?

Quais os softwares indispensáveis na vida de um economista?

Eu sou da área de economia. Por que deveria aprender Python?

R ou Python?

Matlab ou Python?

2) Escolha um objetivo final

Por exemplo:

a) implementar todos os modelos que aparecem no livro de Econometria do Wooldridge em Python (quando digo implementar, estou realmente dizendo para você implementar e não usar os pacotes prontos. Aplicações nos dados já estão prontas nesse caderno!

b) Outro exemplo interessante é implementar os modelos de estatística do nosso livro de estatística em Python.

c) Criar um pacote específico em Python que seja útil para algum problema em economia.

3) Criar metas intermediárias.

Por exemplo, você pode considerar o site do nosso curso de Métodos Computacionais da UnB. Em minha opinião, o conteúdo das 5 primeiras aulas é um conteúdo obrigatório para qualquer pessoa que deseje programar. Logo, metas intermediárias podem ser estudar as referências e slides dessas aulas e resolver os exercícios.

Outras metas intermediárias interessantes depois de passar dessa primeira fase é responder vários exercícios do Projeto Euler.

4) Você pode usar o PRorum para tirar dúvidas específicas.

De fato, o PRorum já tem um caderno com a implementação de muitos algoritmos (principalmente em Python).

5) Encontros presenciais?

A necessidade de encontros presenciais depende do perfil do grupo. Hoje, muitos grupos de estudo usam Facebook ou LinkedIn.

6) Onde estou e onde quero chegar?

Eu gostaria de saber se sou um bom programador?

Essas duas perguntas indiretamente tentam definir o que é um Programador de Nível Intermediário e um Programador de Nível Avançado.

Como um programador iniciante pode se tornar um programador intermediário?

Como um programador intermediário pode se tornar um programador avançado?

...