Primeira vez aqui? Seja bem vindo e cheque o FAQ!
x

O currículo de matemática para engenharia deve ser mudado?

+1 voto
86 visitas
perguntada Abr 7, 2015 em Engenharia por danielcajueiro (5,051 pontos)  
Compartilhe

1 Resposta

+3 votos
respondida Abr 8, 2015 por danielcajueiro (5,051 pontos)  

Matemática é sem dúvida uma das áreas mais importantes para a formação de um engenheiro. De fato, independente da engenharia, ela é base para quase tudo que o engenheiro aprende na universidade.

Em minha humilde opinião, existem várias questões que deveriam ser pensadas cuidadosamente além simplesmente do currículo. Essas questões obviamente não são fáceis de serem discutidas, principalmente porque qualquer mudança gera um custo sem tamanho para os departamentos de matemática de universidades grandes (quase todas universidades federais brasileiras).

O que eu penso que deve ser considerado?

(1) Atualmente é assim e acredito que deva continuar sendo assim. Disciplinas básicas de matemática que tem um programa claro de matemática devem ser lecionadas por professores de departamentos de matemáticas, que têm a matemática como meio de vida. É muito raro em departamentos de engenharia ter professores com a motivação pela matemática, como existe no caso dos departamentos de matemática. Quando os professores de matemática de matérias iniciais não são super-motivados com o tema, os alunos saem perdendo.

(2) Diferente do que acredito que é hoje (pelo menos não era quando fui estudante), os professores de matemática devem tentar conectar a matemática que é estudada em sala de aula com problemas importantes de engenharia que vão ser estudados.

(3) Eu sei que isso é um pepino e talvez não seja factível, mas não parece adequado que cursos como por exemplo de Engenharia Civil (que usam muito menos matemática) ter um currículo de matemática próximo de um curso de Engenharia Química ou Engenharia Elétrica.

(4) Eu não tenho certeza sobre esse ponto. Mas pouco me agrada que um aluno tenha cursos de matemática que explore todos os detalhes de contas necessárias para se resolver um problema e não entenda questões fundamentais de matemática. Vou dar um exemplo. Em cursos de álgebra linear, os alunos gastam muito tempo escalonando matrizes para resolver sistemas lineares, resolvendo determinantes, verificando se vetores são linearmente dependentes, mas não entendem porque espaços vetoriais têm uma estrutura fundamental para a solução de vários problemas e que encontrar o núcleo (por exemplo) de uma transformação linear representa de forma genérica a solução de um problema aplicado importante.

(5) Eu pessoalmente gosto muito do estilo que é apresentada a matemática em livros russos clássicos como por exemplo

A. V. Afimov, Y. G. Zolotarev e V. M. Terpigoreva Mathematical Analysis - advanced topics. Mir Publishers Moscow, 1985.

Obviamente, esse livro tem um nível mais alto que a maioria dos cursos de matemática para engenharia. Mas a idéia é fantástica. Ensina conceitos de alto nível e responde problemas aplicados importantes. Não tenho certeza sobre isso, mas acredito que esse formato foi desenvolvido com o objetivo era formar engenheiros de altíssima qualidade na época da guerra fria e da disputa tecnológica que ocorria entre a rússia e os estados unidos.

...